Efeitos de lugar no “Circuito histórico e Arqueológico da Herança Africana”

  • Edson Farias Uenf
Palavras-chave: Paisagem urbana; Zona Portuária do Rio de Janeiro; Circuito Histórico e Arqueológico da Herança Africana; Esquemas de percepção; Efeitos de lugar.

Resumo

Consideradas as determinações socioestruturais que ora condicionam a requalificação urbana da Zona Portuária do Rio de Janeiro, a finalidade deste texto é examinar efeitos relativos ao conjunto de decisões e iniciativas que correspondem ao que chamamos de políticas de imagem inscritas na paisagem citadina. Aqui é priorizado o reposicionamento na paisagem carioca do que se convencionou chamar de a “Pequena África” carioca. Em particular, interessa nesse reposicionamento a teia de interdependências sociofuncionais tendo por uma das suas figurações o advento do “Circuito Histórico e Arqueológico da Herança Africana”. Não se trata aqui de reconstruir com apuro historiográfico e etnográfico cada um dos fios dessa tessitura. Iremos abordá-los nas reciprocidades que estabelecem entre si, mais propriamente no efeito de lugar, gerado por essas valências mútuas, sobre os condicionantes socioestruturais acima relacionados. No limite, importa refletir sobre o conceito conferido ao senso de localidade presente ao imediato das percepções, repercutindo nos meios de cognição e nos relatos pelos quais narrativas tracejam o encadeamento dos antes, do agora e do amanhã da malha citadina.

Publicado
2020-11-28