Dinâmica inter-regional no território da indústria extrativa petrolífera do Estado do Rio

um aproximação quantitativa

  • Fabio Gustavo Viana Siqueira
  • José Luis Vianna da Cruz
Palavras-chave: Impactos territoriais, Indústria Extrativa de Petróleo, Norte Fluminense

Resumo

Este artigo1 pretende realizar, a partir de alguns indicadores – população, População Economicamente Ativa-PEA, População Ocupada, distribuição setorial do emprego, composição setorial do PIB, percentual de pobres e renda per capita –, de um ponto de vista territorial e dentro dos limites permitidos por uma abordagem quantitativa, um breve balanço dos impactos provocados pela indústria extrativa regional do petróleo ou Complexo de Exploração e Produção de Petróleo e Gás-E&P. Tal balanço se dirige tanto a montante (na mesorregião Noroeste Fluminense-NOF) quanto a jusante (na mesorregião das Baixadas Litorâneas-BL, em direção à Região Metropolitana do Rio de Janeiro-RMRJ). Buscam-se, ainda, identificar influências da construção do Porto do Açu sobrealguns indicadores, dado o seu porte de Grande Investimento-GI2, localizado, assim como o Complexo de E&P, na mesorregião Norte Fluminense-NF.

Publicado
2016-11-16