Festividades artísticas e culturais como foco das organizações de imigrantes

da manutenção das raízes à produção de novos significados

  • Camila Escudero, Dra. Doutora em Comunicação Social. Pesquisadora bolsista do Real Gabinete Português de Literatura do Rio de Janeiro.
Palavras-chave: Organizações de Imigrantes, Atividades Artísticas e Culturais, Pluripertencimentos, Identidade Cultural

Resumo

Sabe-se que as organizações, grupos e associações de imigrantes têm diferentes prioridades, metas, estruturas e ideologias. Algumas focam os direitos dos imigrantes; outras, questões laborais; outras, aspectos religiosos, etc. Neste artigo, detemo-nos a analisar entidades de caráter artístico e cultural formadas por imigrantes latino-americanos em duas grandes cidades: Chicago (EUA) e São Paulo (Brasil). Nossos objetivos foram verificar: 1) a presença desses grupos nas cidades; 2) as formas de organizações migratórias; 3) as propostas e tipos de atividades desenvolvidas; e 4) os sentimentos de solidariedade e/ou reconhecimento envolvidos. As técnicas de pesquisas utilizadas foram: observação sistematizada e entrevistas semiestruturadas. Entre os principais resultados, destacamos que a partir da participação dos imigrantes em festividades artísticas, folclóricas e culturais, múltiplas formas de pluripertencimento se afloram, alavancando a manifestação de sentimentos (manutenção, reavivamento ou ressignificação) de conexão entre os sujeitos, revelando a defesa de interesses partilhados e produzindo novos significados.

Publicado
2019-05-31
Seção
Artigos