Pobreza e educação

caminhos da desigualdade

  • Rafael Borges Guimarães da Rocha Uenf
Palavras-chave: Educação, Desigualdade social, Violência simbólica, Sociologia das ausências

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar a pobreza, seus conceitos, estados e contradições, juntamente com a educação, que é vista como uma das possibilidades de se romper com o ciclo de pobreza em uma sociedade extremamente marcada pela estratificação social. Logo, para perceber o estado de pobreza como uma condição, faz-se necessário para inserir os sujeitos que nela estão envolvidos em papéis de reconhecimento e valor social. Neste aspecto, o texto que segue busca mostrar que o lugar do pobre é um lugar muito falado e, ao mesmo tempo, pouco conhecido. Em contrapartida, apresenta uma concepção de educação
que sugere ser fictícia a ideia de que através do ensino se cria a possibilidade de ascensão social e rompimento com o ciclo de pobreza. Porém, dialoga com questões relevantes para uma revisão da educação como fator principal de diminuição da desigualdade social. O presente trabalho busca trazer uma abordagem acadêmica com o diferencial de perceber a capacidade de “literaturalização” da escrita, apresentando, entre seus arranjos, fragmentos de
obras literárias ou bibliográficas que possam exemplificar e contextualizar os temas abordados. Através desta lógica, acredita-se na aproximação entre o autor, o leitor e os assuntos abordados no desenrolar da leitura. Entende-se que o gênero acadêmico pode trocar informações com conteúdos culturais, como a música e, ao mesmo instante, mostrar a educação e a pobreza que acontecem no dia a dia das classes dominadas.

Publicado
2017-12-18