Do caráter plebiscitário do presidencialismo

Max Weber e a crise política no Brasil

  • Carlos Eduardo Sell
Palavras-chave: Max Weber, Democracia, Democracia plebiscitária, Presidencialismo, Crise política

Resumo

O ensaio busca na sociologia da democracia de Max Weber subsídios para a compreensão dos dilemas e impasses da realidade institucional brasileira. Após revisar e criticar a tradicional interpretação de Weber como teórico do elitismo democrático, apresenta-se o conceito de democracia plebiscitária como eixo de sua teoria da democracia. Com base neste conceito explora-se a dimensão majoritária de nossas instituições representativas e reflete-se sobre a dinâmica carismático-plebiscitária do presidencialismo no Brasil. A hipótese a ser esboçada é que regimes democráticos em que o elemento majoritário exerce um papel determinante não podem ser plenamente compreendidos sem que se leve em conta o fator carismático-plebiscitário envolvido na relação Presidência/opinião pública. A perda de popularidade da então presidente da República em exercício (Dilma Rousseff) é interpretada, assim, como desenlace da crise de legitimidade requerida para o adequado funcionamento do modelo de presidencialismo brasileiro.

Publicado
2020-12-30